2007-02-19

Ser telúrico

Ser telúrico não é amar a natureza, não é ter consciência ambiental, não é lutar pela preservação do mundo que nos cerca como quem preserva um velho brinquedo para poder continuar a brincar com ele.
Nós somos esse brinquedo !
Ser telúrico é estar ligado à terra, à natureza, ao universo, ao cosmos, sabendo-se ser parte desse todo.
É admirar o leão que nos devora, as plantas que nos envenenam, o fungo que nos parasita, a bactéria que nos infecta, o vírus que nos mata, os animais que matamos e comemos, as plantas que destruímos e nos alimentam, as leveduras que nos servem.
É ter irmandade com todas as coisas como S. Francisco de Assis tão bem exprimia.
É amar a vida e amar a morte, sabendo que são tudo processos e estados de uma mesma natureza.
Nós somos cada célula do nosso corpo.
Nós somos células de um corpo mais vasto.
Ser telúrico é não ser alienado.

6 comentários:

Anónimo disse...

Nuno, no alvo do sermos ou não!!!!

Joaquim Pulga

Anónimo disse...

q desgraça

¬¬º

seu infeliz.... sem comentarios

Anónimo disse...

Parabens!!! parece que estas definindo um autentico índio charrua, antigo habitante das terras de Caçapava.

Marywa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marywa disse...

Explendita definição; Evidencia-se o hodierno que deves ser.
Parabéns!!

Anónimo disse...

que sejas, teluricamente, comido por uma onça